Tartarugas Russas

Tartarugas Russas

Descrição

A tartaruga Russa (ou Testudo Horsfieldii) é uma tartaruga que, tal como o seu nome indica, a sua origem parte da região sudeste da Russia, mas não fica por aqui. Também pode ser encontrada no Irão, Paquistão e Afeganistão. São as zonas mais áridas dos desertos que atraem esta tartaruga, já que se trata de uma tartaruga terrestre.

Ainda assim opta sempre por zonas em que haja vegetação e água por perto. É uma tartaruga sem qualquer medo das alturas, já que pode ser encontrada em zonas com mais de 1500 metros de altura.

O seu passatempo preferido é cavar e só o poderá fazer estando em solo arenoso. A verdade é que no seu habitat natural estas tartarugas não são assim tão activas, já que reduzem a sua actividade durante quase todo o ano através da hibernação e estivação.

Alojamento

Referimos a esta parte do artigo como alojamento pois existem algumas possibilidades distintas para termos uma tartaruga russa de estimação. Seja um terrário, um aquário, um aquaterrário ou até mesmo pode ser criada simplesmente sem nada disso, ao ar livre.

Claro que em relação à última opção é necessário estar muito atento às alterações climatéricas para que não influenciem negativamente a nossa tartaruga. Mas caso optes pelas primeiras opções, nesse caso há diversos detalhes a ter em conta para criar o ambiente perfeito para esta tartaruga.

Seja qual for o tipo de casa que escolhermos para esta tartaruga, este deve sempre conter água o suficiente para que o seu corpo possa ficar completamente submerso. De resto todo o espaço restante deve ser composto por uma zona de areia que seja fácil para a tartaruga escavar.

É necessário que haja uma boa capacidade de circulação de ar já que este tipo de lares sem o ar necessário está propício a surgirem fungos. A limpeza também é fundamental para evitar bactérias (e também fungos).

O aquecimento instalado deve permitir haverem temperaturas distintas dentro do mesmo terrário, para que seja a própria tartaruga a decidir onde lhe apetece estar. Apesar da preferência seca como já referimos, é importante existir humidade num terrário pois para elas num habitat é sinal de estarem perto da água.

Ainda assim o ambiente deve ser relativamente seco, apenas não demasiado. Como também já dissemos, o solo deve ser constituído de areia, e esta pode ser combinada com humos de coco, para complementar.

Caso não seja possível fornecer luz solar directa, é bastante importante que existe uma lâmpada de luz UV no terrário, pois é através dos raios UV que transformam o cálcio em algo positivo.

Dieta

Sendo esta espécie de tartaruga herbívora, a sua preferência passa por vegetais, frutas e flores. Desde dentes-de-leão a trevos, courgettes, agrião, alfafa, rúcula, entre muitos outros alimentos estas tartarugas adoram.

Apesar do facto de no seu lado selvagem as tartarugas quase nunca beberem água e até usam um sistema de filtração de impurezas, as tartarugas russas em cativeiro devem ter sempre água disponível para beberem quando quiserem.

A facilidade que as tartarugas têm em hibernar e a estivar aquando no seu habitat natural não existe em cativeiro, pelo que mais depressa desidratam do que estivam com a falta de água.

Hibernação / Estivação

Apesar da dificuldade que têm em hibernar quando se encontram domesticadas e a viver nos nossos lares, ainda assim isso é possível quando a temperatura da sua casa chega aos 0 graus. Ela então começa a escavar um buraco onde irá ficar até que o ambiente aqueça. Quando chegar aos 10 graus, ela acorda.

No entanto se possível, não devemos nunca deixar uma tartaruga jovem hibernar. Tartarugas pequenas não conseguem guardar reservas suficiente para hibernarem durante muito tempo, pelo que a hibernação pode ser fatal para ela.

Também é importante que levemos a tartaruga a um veterinário antes desta hibernar, para que este verifique que não haverão quaisquer problemas.

Em cativeiro, a estivação só ocorre se houverem problemas no terrário ou nos cuidados que prestamos: um ambiente deficiente, falta de comida ou temperaturas demasiado altas são alguns dos motivos.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Tartarugas:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook