Tartarugas Pintalgadas

Tartarugas Pintalgadas

História

A tartaruga Pintalgada é uma espécie de tartaruga cujo habitat natural se situa na faixa leste dos EUA, mais concretamente no nordeste. Pode ser encontrada (mas actualmente é um pouco difícil) em Virgínia, Michigan, Flórida, Geórgia, Carolina do Sul / Norte e ainda Ontário.

Actualmente é a única espécie Clemmys, já que todas as outras espécies deste género já se extinguiram. Este detalhe só foi mesmo detectado após a extinção dessas espécies, pois é um estudo relativamente recente.

O seu habitat natural é constituído por pequenos pântanos e rios de águas calmas. As tartarugas Pintalgadas não gostam de águas muito fundas e mexidas, preferem as calmas e lamacentas. Preferencialmente com vegetação por todo o lado.

Hoje em dia a tartaruga Pintalgada encontra-se ameaçada no Michigan, pois devido à expansão da agricultura fez com que a tartaruga se tornasse mais vulnerável a predadores, o que fez com que se reduzisse substancialmente o número de exemplares neste estado. A domesticação da espécie também fez com que desaparecessem

Descrição

A verdade é que no seu estado selvagem esta tartaruga apresenta uma grande desvantagem: a sua aparência é bastante atractiva: pintas bastante evidentes sobre uma camada escura. Isto faz com que como animal de estimação seja bastante popular para domesticar.

O seu tamanho ronda os 12 cm, sendo que o máximo atingido por uma tartaruga desta espécie ronda os 13 cm e meio. A sua carapaça é por norma preta ou castanha (mas muito escuro) com pintas por todo o corpo. Com a idade estas pintas tendem a escurecer e até pode dar a ideia que não estão presente. Tanto os seus membros com a sua cabeça também estão cobertos destas pintas amarelas e / ou laranjas.

Para distinguir o sexo da tartaruga, podemos fazê-lo enquanto adultas, já que os machos dispõem de olhos castanhos, ao contrário das fêmeas em que são alaranjados. Para além disso, as fêmeas são maiores e de cauda curta, comparando com os machos.

A tartaruga Pintalgada é uma tartaruga semi-aquática, já que gosta tanto das zonas aquáticas e zonas secas. Por isso é perfeitamente normal vermos ela passar vários dias em terra e depois passar igualmente vários dias na água.

É um réptil muito activo, mas existe uma grande diferença entre as tartarugas apanhadas no seu ambiente comparadas com as criadas em cativeiro: estas últimas são bastante mais dóceis, e até aceitam que as alimentemos directamente sem fugirem.

Aquaterrário

Como é uma tartaruga que não cresce muito, não necessita de um grande aquaterrário. Se este dispor de medidas que vão de 100 x 50 x 50 cm é mais do que suficiente para aguentar um exemplar adulto. Como vemos, nem ocupa muito espaço dentro de casa.

É importante, no entanto, que o aquaterrário disponha de vegetação para que a tartaruga se sinta melhor, já que simula um pouco o seu habitat natural. O substrato deve ser feito de areão grosso e areia, para facilitar as actividades de escavação da tartaruga.

Existe também a necessidade de implementar um filtro e aquecedor. A tartaruga suporta temperaturas relativamente baixas já que no seu habitat natural detectamos que esta sai do estado de hibernação mais cedo do que o habitual para uma tartaruga, no entanto a temperatura ideal ronda os 22 e os 27ºC. A temperatura da água deve ser também bastante próxima para evitar choques térmicos.

Uma luz UV é também importante na possibilidade da luz solar não incidir directamente no aquaterrário.

Dieta

Esta tartaruga de tipo omnívora prefere ser alimentada na água. No seu lado selvagem prefere plantas, larvas, caracóis e pequenos peixes. Em cativeiro podemos usar os sticks como base de alimentação. Esta pode ser complementada igualmente com larvas e até pedaços de carne branca.

Cuidados a ter

O único cuidado especial que devemos ter em conta é em relação à qualidade da água. É importante que a água esteja sempre limpa, na temperatura certo e com o pH ideal, isto se queremos que a nossa tartaruga viva durante longos e bons anos.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Tartarugas:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook