Tartarugas aquáticas

Tartarugas aquáticas

Apesar de haverem diversas espécies de tartarugas, se as quisermos dividi-las em 2 grandes grupos o fazemos obviamente por tartarugas terrestres e tartarugas aquáticas. A principal diferença está claro no seu habitat preferencial, em que umas preferem a terra e outras a água, mas não deixam de aproveitar os dois mundos.

Na continuação vamos falar um pouco sobre o grupo das tartarugas aquáticas, dando algumas dicas gerais de como poder tomar conta deste tipo de tartarugas.

Aquário

Referimo-nos ao alojamento desta tartaruga como aquário pois grande parte delas preferem mesmo um aquário. É possível criar o nosso próprio aquário, mas não é verdadeiramente necessário pois no mercado não é difícil escolher um apropriado para tartarugas aquáticas.

No caso das tartarugas aquáticas, o aquário deve dispor de uma boa profundidade para que elas possam nadar livremente. Em termos de tamanho, cerca de 4 a 5 vezes o tamanho da tartaruga (pelo menos em altura) e uma profundidade mínima que ronda os 25 cm será suficiente.

O aquário deve ser todo envolvido em vidro, com um fundo preenchido com areia. Criar no aquário uma zona onde a tartaruga se possa esconder é também importante para permitir-lhe oferecer alguma intimidade. Podemos também preparar a temperatura da água através de aquecedores próprios para aquários. A inclusão de um filtro e bomba de água é importante como em qualquer tipo de aquário para mantê-lo limpo e habitável.

Dieta

Neste campo as tartarugas aquáticas também variam das tartarugas terrestres. As aquáticas gostam mais de uma dieta animal do que vegetal. Pedaços de peixes, caracóis, gafanhotos e outros tipos de insectos são os alimentos preferidos. A ração também tem um papel importante na alimentação destas tartarugas. E apesar de serem carnívoras, podemos dar um pouco de fruta.

Quaisquer mudanças na alimentação destas tartarugas devem ser feitas de forma progressiva. Apesar de existir a necessidade de criar uma dieta variada, não podemos mudar completamente os alimentos e os períodos de alimentação repentinamente. A alimentação decorre por completo dentro de água, nunca fora.

Aquando necessário, devemos fornecer suplementos que permitam preencher algumas falhas nutritivas da dieta. Nutrientes como cálcio e vitaminas são os mais comuns de serem administrados em forma de suplementos, e facilmente conseguimos inseri-los durante a alimentação das tartarugas.

Cuidados a ter

Há certas questões que devemos ter em conta se queremos cuidar bem da nossa tartaruga, certos detalhes que farão toda a diferença, principalmente a nível de saúde. Apesar da sua carapaça dura, são seres relativamente frágeis.

Tal como não deve haver mudanças repentinas na dieta, também o mesmo acontece com a temperatura. Passar de quente para frio rapidamente é o suficiente para deixar uma tartaruga doente, ou pior. A higiene é também muito importante para prevenir infecções ou doenças: um aquário sujo fará mal a qualquer ser vivo que nele habite.

Por estes motivos, quando adoptamos uma nova tartaruga aquática, é importante que esta se mantenha em “quarentena”. Com isto queremos dizer que não deve ser colocada imediatamente num aquário completamente diferente do que habitava. Ela deve ser isolada, preferencialmente no mesmo tipo de água em que ela habitava antes. Por fases fazemos com que esta se adapte ao seu novo lar.

Estado de hibernação

Esta é uma realidade muito presente nas tartarugas. A tartaruga entre num estado em que todo o seu corpo trabalha no mínimo possível, inclusive o seu coração. Este ritual anual é bastante importante para que possam suportar os períodos mais frios, tendo acumulado o máximo de gordura possível durante todo o ano para sobreviverem sem comer.

Tudo começa logo no Outono. Aos poucos vais perdendo o apetite, vai tornando-se menos activa e veremos esta escondida mais vezes, apenas com a cabeça de fora. Apesar de não ser uma necessidade para tartarugas de estimação, poderá acontecer por sentirem demasiado frio.

Se possível, um mês antes da tartaruga hibernar esta deve ser vista por um veterinário para que este verifique se está tudo bem com ela. Se a tartaruga apresentar sinais de querer hibernar, devemos proporcionar esse ambiente, ao desligar o aquecimento e luz do aquário, reduzindo assim a temperatura.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Tartarugas:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook