Dimorfismo sexual das tartarugas

Dimorfismo sexual das tartarugas

No reino animal é comum haverem diferenças entre os machos e as fêmeas fisicamente. A esta característica chamamos de “dimorfismo sexual”. Geralmente, estas diferenças no aspecto entre os distintos sexos são mais notáveis nos mamíferos e em algumas espécies de aves. Mas no caso dos répteis nem sempre é fácil distinguir uma tartaruga macho de uma tartaruga fêmea.

Na continuação vamos mostrar algumas dicas bastante úteis que te ajudarão a distinguir as características que fazem de uma tartaruga um macho ou uma fêmea. Depois de leres estas dicas, será muito mais fácil conseguires saber o sexo de cada tartaruga.

Plastão

Este é o primeiro detalhe que deves ter em atenção quando queres identificar o sexo de uma tartaruga. O plastrão é basicamente a zona da barriga na carapaça que protege a barriga da tartaruga.

No caso dos machos o plastrão é côncavo para facilitar o acasalamento, já que assim permite um melhor “encaixe” do plastrão à zona superior da carapaça da tartaruga fêmea. Nas fêmeas o plastrão já são planos ou mesmo convexos, mas isso já dependerá da espécie. Mas nunca côncavo.

Cauda

A cauda também permite distinguir o sexo das tartarugas, apesar de neste caso é importante já termos vistos diversas tartarugas para termos uma noção dos tamanhos. Regra geral, a cauda dos machos é mais comprida em grossa do que a cauda das fêmeas.

Para completar, por vezes a cauda do macho inclusive dispõe de uma espécie de escama na sua ponta, o que não acontece nas fêmeas. Isto ajuda a esclarecer que caso vejamos uma tartaruga com uma escama na cauda, então é um macho de certeza.

Tamanho

Regra geral as tartarugas fêmeas são maiores do que os machos (muito maiores até) no que toca a tartarugas domésticas. Ao não conhecer-se a espécie em questão é difícil de dizer que se trata de uma fêmea ou um macho através do tamanho, mas comparando duas tartarugas da mesma espécie torna-se muito mais fácil.

Abertura cloacal

Ou cloaca, é na realidade um orifício situado na base da cauda das tartarugas que funciona um pouco como ânus e órgão sexual ao mesmo tempo. No caso dos machos está localizado na cauda, no exterior da carapaça, enquanto nas fêmeas está mesmo protegido dentro da carapaça, ainda que na base da cauda também.

Conseguindo detectar a localização da abertura cloacal então facilmente se detecta se estamos na presença de um macho ou fêmea. A única dificuldade nesta tarefa encontra-se no facto da tartaruga esconder-se quando tentamos ver, o que poderá impedir que consigamos ver.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Tartarugas:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook