Como cuidar de crias de tartarugas

Como cuidar de crias de tartarugas

É verdade que a criação de tartarugas em cativeiro é relativamente difícil, pois nem todas as espécies são capazes de se reproduzirem se não estiverem no seu habitat natural, no entanto há certas espécies que até dispõem de alguma facilidade em reproduzirem mesmo em aquário.

Por este motivo e se for esse o caso, é importante saber-se que os cuidados a prestar a crias de tartaruga são relativamente diferentes do que acontece com tartarugas adultas. Caso aconteça que surjam crias no teu aquário ou simplesmente adoptas tartarugas bebé, na continuação vamos fornecer uma serie de dicas que te ajudarão a tratar de crias de tartaruga.

Preparação do alojamento

Primeiramente é importante preparar-se o local onde vamos manter as nossas tartarugas. Este pode perfeitamente ser um local temporário, o que é bastante comum optar-se por aquários / terrários pequenos inicialmente já que são mais fáceis de manter numa altura inicial.

É importante que neste espaço temporário não haja muita água, especialmente não se tratando de tartarugas aquáticas, pois podem-se inclusive afogar. Por isso mesmo no reservatório de água não deve haver muita para evitar quaisquer problemas. Desde que não haja mais profundidade do que o comprimento total da tartaruga, então não haverá problemas.

Componentes do alojamento

Neste novo local, temporário ou permanente, deve existir uma espécie de plataforma (como uma rampa) que permita a tartaruga se deslocar entre zonas. Subir obstáculos será uma tarefa difícil numa fase muito inicial, pelo que a utilização de rampas ajuda as crias a movimentarem-se.

Uma luz de raios UV é também uma peça vital em qualquer tipo de alojamento. Como acontece com todo o tipo de animais de sangue frio, por este e por outros motivos mais é importante apanharem banhos-de-sol para sobreviverem. Na impossibilidade de haver sol directo a incidir sobre o alojamento das crias durante um certo período, estas luzes farão o trabalho do sol.

Não obstante, não podemos deixar estas luzes acesas durante muito tempo pois em excesso poderá fazer com que queimamos as nossas tartarugas.

Alimentação

A alimentação pode ser constituída principalmente por carnes: insectos, minhocas, etc., pois só numa fase adulta é que os legumes servem como alimento principal. Para além de carnes, também existe ração específica para crias de tartarugas que fornecem grande parte dos nutrientes necessários para o desenvolvimento de novas tartarugas.

Mudanças no alojamento durante o crescimento

Durante o desenvolvimento natural das crias podemos começar a acrescentar mais componentes ao alojamento como plantas, adicionar mais água / profundidade, efectuar alterações na alimentação… tudo a um ritmo faseado, sempre tendo em conta o tamanho actual das crias no momento.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Tartarugas:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook