Alimentação das tartarugas

Alimentação das tartarugas

Grande parte das tartarugas aceita uma dieta variadíssima, com um leque vasto de alimentos à disposição. Mas a comida que aceitam depende directamente da espécie de tartarugas, já que cada espécie tem as suas preferências, em grande parte devido aos hábitos alimentares no seu habitat natural.

No entanto acontece que a maioria das tartarugas terrestres têm a maioria dos seus gostos alimentares em comum e o mesmo acontece com as tartarugas aquáticas. No entanto na continuação vamos falar um pouco sobre a alimentação das tartarugas em geral.

Nutrientes necessários

Quando falamos em nutrientes para animais, há um que se sobressai sobre todos os outros: o cálcio. Uma carapaça rija é uma tartaruga rica em cálcio (pois assiste no crescimento ósseo), enquanto uma carapaça mole é um sinal que a dieta actual da tartaruga padece de cálcio.

A vitamina D3 também é muito importante, até porque ajuda a tartaruga a transformar o cálcio em algo positivo. Enquanto algumas tartarugas conseguem retirar a vitamina D3 de alimentos, outras necessitam de raios UV para que produzir esta vitamina na pele.

Alimentação das carnívoras

Apesar de algumas espécies serem carnívoras, elas também podem comer vegetais e frutas, mas em pequenas quantidades. A base da sua alimentação deve ser à base de alimentos como carne, peixe, minhocas, etc. A ração granulada para tartarugas também é um bom alimento. Evite os camarões secos devido à sua fraca formula nutritiva.

Alimentação das semi-aquáticas

Estas tartarugas tanto passam o seu tempo na água como no solo a apanhar banhos-de-sol. Este tipo de tartarugas prefere alimentos como fruta, insectos e minhocas. A ração granulada também é uma opção no entanto estes devem ser amolecidos. As verduras podem ser inseridos na dieta mas não como base.

Alimentação das terrestres

Devido às diferenças de algumas tartarugas terrestres quando comparadas, é difícil dizer uma alimentação genérica para todas. Algumas referes vegetais e frutas e complementos ricos em proteínas, outras preferem feno e granulado… irá depender mais da espécie e tipo de habitat do que propriamente de tipo de tartaruga.

Algo que se deve ser especial cuidado principalmente com as tartarugas terrestres é o excesso de cálcio, que também é um problema. Uma tartaruga com excesso de cálcio fará com que a sua carapaça se deforme.

Quantidades e tempos

Antes de indicar dados em específico, é importante dizer que o tamanho do estomago de uma tartaruga é do mesmo tamanho da sua cabeça. Pequeno, é verdade, e deve ser tomado em conta para considerarmos a quantidade necessária de comida.

Grande parte das tartarugas dever comer diariamente e a quantidade dependerá do seu tamanho. O normal para uma adulta é de 3 colheres de sopa. Para sabermos se tem fome, basta observar o seu comportamento:  se ela andar à volta da zona onde a comida aparece, então é porque quer comer.

Obesidade

Consequência de um excesso de alimentação, a obesidade é uma realidade muito presente nas tartarugas. Por isso é importante haver exercício quando as tartarugas comem certos tipos de comida como comida viva. Para detectar obesidade, basta observar entre as patas algum excesso de volume.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Tartarugas:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook